Publicado por Osvaldo Cruz em 08/08/2018 às 1:12 am Nenhum Comentário

IMAGEM_NOTICIA_0O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, enviou ao Conselho de Ética da Câmara da Câmara dos Deputados parte do processo da ação penal contra o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), que é réu na Corte pela acusação de envolvimento no caso dos R$ 51 milhões encontrados pela Polícia Federal em um apartamento em Salvador.

O processo pode levar à cassação do emedebista baiano caso os deputados deliberem no sentido de atender à representação que foi feita contra ele em dezembro do ano passado pelo PSOL e Rede.

Além de Lúcio, também são réus no STF seu irmão, o ex-ministro Geddel Vieira Lima – que está preso – e a mãe deles Marluce Vieira Lima.

O ministro Edson Fachin também agendou os dias dos depoimentos das testemunhas de acusação e defesa na ação penal. Segundo informações de ‘O Globo’, elas serão ouvidas pelos juízes Paulo Marcos de Farias e Ricardo Rachid de Oliveira, que trabalham no gabinete de Fachin.

O primeiro a prestar depoimento, em 30 de agosto, às 10h, na Justiça Federal de São Paulo, será o delator Lúcio Bolonha Funaro, apontado como operador de esquemas de corrupção de políticos do MDB. Ele será ouvido a pedido do Ministério Público Federal.

Os últimos depoimentos de testemunhas serão em 24 de setembro. Só depois disso será possível fazer o interrogatório dos réus.

Com informações do BNews

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



Anuncio!
b197ae5c-5cff-4c5f-a0c3-ea1dc4449104
21742913_398474310549713_538333983765388527_n
logo
ac2989e4-2a4a-4646-b359-36f246ef1e62
images
2c96748c-7aca-464f-a9f4-5edb11afe3da
Lene
logo-rota-da-moda2
b197ae5c-5cff-4c5f-a0c3-ea1dc4449104
21742913_398474310549713_538333983765388527_n
logo
ac2989e4-2a4a-4646-b359-36f246ef1e62
images
2c96748c-7aca-464f-a9f4-5edb11afe3da
Lene
logo-rota-da-moda2

Enquete


    • Sorry, there are no polls available at the moment.

  • O Povo Fala