Publicado por Osvaldo Cruz em 23/07/2018 às 11:08 pm Nenhum Comentário

2372018171813A Guerda Municipal que tem como comante o Inspetor GM Ailton Almeida e subcomandante o Inspetor GM Arivaldo Rangel, sobe inspeção do secretario Pablo Roberto, vai atuar também no combate a descarte de entulhos e  descarte outros resíduos da construção civil nas ruas. Com a medida, os autores dos descartes ilegais serão multados pela.

Com vistas à ação de fiscalização, prepostos da Secretaria de Serviços Públicos, Guarda Municipal e Superintendência Municipal de Trânsito (SMT) se reuniram na SESP para tratar as diretrizes de atuação.

As penalidades para os infratores são as seguintes: a primeira vez, o responsável será multado em R$ 1 mil, na segunda, R$ 2 mil e na terceira reincidência, R$ 4 mil. A continuação do descarte pode resultar no cancelamento do alvará de funcionamento e CT (Cadastro de Transportador).

O secretário de Serviços Públicos, Justiniano França, diz que o custo mensal para o recolhimento e a destinação correta deste material, o Aterro Sanitário, chega a R$ 100 mil. “O descarte aleatório é altamente prejudicial para a cidade e os seus cidadãos”, observa. Quem recolhe os resíduos é responsável pelo destinação final, que é o Aterro Sanitário.

O descarte de entulhos e outros resíduos da construção civil nas ruas vai ser combatido e os autores multados pela irregularidade. Com vistas à ação de fiscalização, prepostos da Secretaria de Serviços Públicos, Guarda Municipal e Superintendência Municipal de Trânsito (SMT) se reuniram na SESP para tratar as diretrizes de atuação.

As penalidades para os infratores são as seguintes: a primeira vez, o responsável será multado em R$ 1 mil, na segunda, R$ 2 mil e na terceira reincidência, R$ 4 mil. A continuação do descarte pode resultar no cancelamento do alvará de funcionamento e CT (Cadastro de Transportador).

O secretário de Serviços Públicos, Justiniano França, diz que o custo mensal para o recolhimento e a destinação correta deste material, o Aterro Sanitário, chega a R$ 100 mil. “O descarte aleatório é altamente prejudicial para a cidade e os seus cidadãos”, observa. Quem recolhe os resíduos é responsável pelo destinação final, que é o Aterro Sanitário.

O descarte de entulhos e outros resíduos da construção civil nas ruas vai ser combatido e os autores multados pela irregularidade. Com vistas à ação de fiscalização, prepostos da Secretaria de Serviços Públicos, Guarda Municipal e Superintendência Municipal de Trânsito(SMT) se reuniram na SESP para tratar as diretrizes de atuação.

As penalidades para os infratores são as seguintes: a primeira vez, o responsável será multado em R$ 1 mil, na segunda, R$ 2 mil e na terceira reincidência, R$ 4 mil. A continuação do descarte pode resultar no cancelamento do alvará de funcionamento e CT (Cadastro de Transportador).

O secretário de Serviços Públicos, Justiniano França, diz que o custo mensal para o recolhimento e a destinação correta deste material, o Aterro Sanitário, chega a R$ 100 mil. “O descarte aleatório é altamente prejudicial para a cidade e os seus cidadãos”, observa. Quem recolhe os resíduos é responsável pelo destinação final, que é o Aterro Sanitário.

O descarte de entulhos e outros resíduos da construção civil nas ruas vai ser combatido e os autores multados pela irregularidade. Com vistas à ação de fiscalização, prepostos da Secretaria de Serviços Públicos, Guarda Municipal e Superintendência Municipal de Trânsito (SMT) se reuniram na SESP para tratar as diretrizes de atuação.

As penalidades para os infratores são as seguintes: a primeira vez, o responsável será multado em R$ 1 mil, na segunda, R$ 2 mil e na terceira reincidência, R$ 4 mil. A continuação do descarte pode resultar no cancelamento do alvará de funcionamento e CT (Cadastro de Transportador).

O secretário de Serviços Públicos, Justiniano França, diz que o custo mensal para o recolhimento e a destinação correta deste material, o Aterro Sanitário, chega a R$ 100 mil. “O descarte aleatório é altamente prejudicial para a cidade e os seus cidadãos”, observa. Quem recolhe os resíduos é responsável pelo destinação final, que é o Aterro Sanitário.

Uma lei sancionada no ano passado pela Prefeitura de Feira de Santana disciplina a ação dos transportadores deste material. Empresas e pessoas físicas devem se cadastrar junto à SESP para serem autorizados a fazer o serviço.

Entretanto, diz o secretário, apenas os donos de 34 carroças, 84 caçambas e sete poliguindastes foram à Secretaria para se regularizar. “E a grande maioria é formada por prestadores de serviços à Prefeitura”, informa. O prazo para o cadastramento terminou em abril, de acordo com a Lei 3.760, de outubro de 2017.

Contém informações da Secom

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



Anuncio!
082728a6-4c02-45b9-a0b3-bd9082446bf8
Pablo
Chicol
N2
6989c3f5-95a1-4516-8a08-c1f5afdf2eb8
CGM
Fabiano
Gledson
feli
Cepahr
gg
correia
Neinha
Nery
Neto
Cinho
ze nunes
Nau
Bililiu
Marcos Lima
Ailton
Da Van
Gerusa
Presidente
Targino
Carlito
Ze
Lulinha
Ron
luiz
gilmar
0588c09d-29fb-4a76-b38f-18124c61808a
0ad30d01-5cfb-4eae-9ee3-4dc4731a0a16
3a6ba88c-bd6d-4715-9ff0-848957817313
21742913_398474310549713_538333983765388527_n
logo
ac2989e4-2a4a-4646-b359-36f246ef1e62
2c96748c-7aca-464f-a9f4-5edb11afe3da
082728a6-4c02-45b9-a0b3-bd9082446bf8
Pablo
Chicol
N2
6989c3f5-95a1-4516-8a08-c1f5afdf2eb8
CGM
Fabiano
Gledson
feli
Cepahr
gg
correia
Neinha
Nery
Neto
Cinho
ze nunes
Nau
Bililiu
Marcos Lima
Ailton
Da Van
Gerusa
Presidente
Targino
Carlito
Ze
Lulinha
Ron
luiz
gilmar
0588c09d-29fb-4a76-b38f-18124c61808a
0ad30d01-5cfb-4eae-9ee3-4dc4731a0a16
3a6ba88c-bd6d-4715-9ff0-848957817313
21742913_398474310549713_538333983765388527_n
logo
ac2989e4-2a4a-4646-b359-36f246ef1e62
2c96748c-7aca-464f-a9f4-5edb11afe3da

Enquete


    • Sorry, there are no polls available at the moment.

  • O Povo Fala