Publicado por Osvaldo Cruz em 10/01/2018 às 2:16 am Nenhum Comentário

1515550401396154Apesar da proposta está tramitando no Senado a legalização, o jogo de azar ainda é considerado contravenção e em Feira de Santana, ha muito não se ouvi falar em ações que inibissem a pratica;  Na Câmara,  vereadores são omissos à questão, não opinam, nem favorável e nem contra, enquanto isso, jogos como, do bicho e caça-niqueis e outros  permeiam pela cidade.

Quinze governadores se reuniram em Brasília e defenderam a proposta no mês de novembro de 2017. Querem arrecadar dinheiro para financiar o combate à violência. Calculam que a legalização poderia gerar de R$ 12 bilhões a R$ 18 bilhões ao ano em impostos.

O projeto do senador Ciro Nogueira, do Partido Progressista, teve relatório favorável do senador Benedito de Lira, do PP. O relatório legaliza jogo do bicho, bingo, vídeo-bingo, apostas esportivas e não esportivas e cassinos online ou em complexos de lazer integrados. Parte dos impostos arrecadados nas apostas iria para a segurança pública.

Um fundo semelhante, o Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, tem orçamento de mais de R$ 1 bilhão. Mas até agora, o governo só empenhou para pagamento de obras ou serviços contratados R$ 395 milhões. Ainda assim, R$ 126 milhões são para pagamento de dívidas de anos anteriores.

Há um outro projeto pronto para ser votado no plenário da Câmara, mas a visão do presidente da Casa, Rodrigo Maia, é diferente. Ele acredita que o caminho para resolver o problema da falta de dinheiro para a segurança passa primeiro pela reorganização das contas públicas, com reformas de estado. Entre elas, a da Previdência.

O procurador da Lava Jato Carlos Fernando dos Santos Lima disse, em uma rede social, que jogos de azar são uma forma corriqueira de lavagem de dinheiro. Geram corrupção e são dominados por máfias de jogos ilegais, como nossa recente história dos bingos demonstrou.

A Associação Nacional dos Juízes Federais disse que o jogo de azar é um dos principais meios de lavagem de dinheiro no mundo.

Conforme o Marco Regulatório dos Jogos, em tramitação no Congresso Nacional, pretende revogar três decretos-leis editados entre 1941 e 1946 – ou seja, há mais de 70 anos – que proibiram os cassinos no país e tornaram o jogo do bicho ilegal. (Decreto-Lei 6.259/1944; os arts. 5051525354555657 e 58 do Decreto-Lei 3.688/1941- Lei das Contravenções Penais; e o Decreto-Lei 9.215/1946).

Em 1941, o jogo do bicho passou a ser uma contravenção penal. E em 1946 os cassinos, que funcionavam livremente, foram fechados pelo então presidente Eurico Gaspar Dutra.

Bem verdade que milhares de pessoas trabalham no sistema e a legalização traria benefícios a sociedade, pelo é o que se pensa.

O que não se sabe é a opinião dos legisladores da cidade de Feira de Santana, tanto dos vereadores quanto dos deputados estaduais e federais.

Contém informações do G1

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



Anuncio!
21742913_398474310549713_538333983765388527_n
logo
ac2989e4-2a4a-4646-b359-36f246ef1e62
images
2c96748c-7aca-464f-a9f4-5edb11afe3da
Lene
logo-rota-da-moda2
21742913_398474310549713_538333983765388527_n
logo
ac2989e4-2a4a-4646-b359-36f246ef1e62
images
2c96748c-7aca-464f-a9f4-5edb11afe3da
Lene
logo-rota-da-moda2

Enquete


    • Sorry, there are no polls available at the moment.

  • O Povo Fala