Publicado por Osvaldo Cruz em 09/10/2017 às 12:45 pm Nenhum Comentário

brasil rachado - domingo - 19Com participação abaixo do esperado, o plebiscito informal O Sul É o Meu País, realizado neste sábado (7), foi concluído com vitória maciça da proposta de separação dos Estados do Sul para a criação de um novo país.

Com 80,12% das urnas auditadas até as 20h deste domingo (8), 96,1% dos participantes votaram favoravelmente a Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná se separarem do Brasil. Os votos contrários somam 3,9%. A votação aconteceu em 900 cidades dos três Estados do Sul.

O movimento registrava a participação de 331.378 eleitores no plebiscito. A expectativa da organização é de que até o final da contagem o número chegue perto dos 500 mil, bem abaixo da meta do movimento, que era de contabilizar entre 1 milhão e 2 milhões de votantes.

O número de eleitores deve ficar abaixo também dos 616 mil registrados na primeira edição do Plebisul, em outubro do ano passado.

Apesar disso, Anidria Rocha, que é uma das lideranças do movimento, disse não estar frustrada com o resultado.

ASSINATURAS

Ela argumenta que, junto com o plebiscito, o grupo coletou assinaturas para um projeto de lei de iniciativa popular que propõe uma consulta formal sobre a independência da região Sul, a ser realizada junto com as eleições do ano que vem.Apesar de os números ainda não terem sido divulgados, ela afirmou que a proposta bateu a meta de assinaturas, o que em sua avaliação representa uma vitória para o movimento.

O movimento existe desde 1992, mas ganhou força nos últimos anos em função da deterioração das condições políticas e econômicas do país. Anidria afirmou que 80% da riqueza produzida nos três Estados “fica encastelada” em Brasília e que a região Sul poderia se tornar um país de primeiro mundo se fosse separada do Brasil.

O grupo sabe que o plebiscito não tem valor legal, já que a Constituição determina que “a República Federativa do Brasil é formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e Distrito Federal”, e a legislação proíbe qualquer tentativa de separação do território nacional.

Por isso, a meta é continuar coletando assinaturas para a realização de uma consulta formal junto com as eleições de 2018. A proposta deve ser protocolada nas Assembleias Legislativas dos três Estados até maio do ano que vem.

A líder do movimento destaca o grande “potencial econômico e humano da região” e as características da população do Sul: “Nós temos uma cultura completamente miscigenada, e um povo que fala a mesma língua. O trabalho é a língua da região Sul, assim como é a língua de outros Estados, mas tem muitos Estados que estão mais acostumados com o assistencialismo, e nós não gostamos muito disso”.

Com informações da Folhapress

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



Anuncio!
74c6ba05-2bbb-44ec-9ff3-5c303620ba2d
Carlos
Neto to
40a85feb-7cb2-4b3c-adf4-03700de53644
Paixe ll
Nau ll
Maninho
Icaro ll
Tom
Chico
DEP JOSE NUNES - MENSAGEM FIM DE ANO - BANNER - 120X240PX 02 - FINAL
thumbnail_Banner_pequeno
Ver.Gilmar-Amorim-Natal-e-Ano-Novo-1
Vereador-Eli-Ribeiro-Natal-e-Ano-Novo
thumbnail_WhatsApp Image 2017-12-08 at 13.51.22
24991225_659980261057612_6870535089399428527_n
Correia
Edvaldo
Sueder
Lene
16998243_743738035784161_511361367268910124_n
logo-rota-da-moda2
12592491_798862370240947_2578759563094791953_n
74c6ba05-2bbb-44ec-9ff3-5c303620ba2d
Carlos
Neto to
40a85feb-7cb2-4b3c-adf4-03700de53644
Paixe ll
Nau ll
Maninho
Icaro ll
Tom
Chico
DEP JOSE NUNES - MENSAGEM FIM DE ANO - BANNER - 120X240PX 02 - FINAL
thumbnail_Banner_pequeno
Ver.Gilmar-Amorim-Natal-e-Ano-Novo-1
Vereador-Eli-Ribeiro-Natal-e-Ano-Novo
thumbnail_WhatsApp Image 2017-12-08 at 13.51.22
24991225_659980261057612_6870535089399428527_n
Correia
Edvaldo
Sueder
Lene
16998243_743738035784161_511361367268910124_n
logo-rota-da-moda2
12592491_798862370240947_2578759563094791953_n

Enquete


    • Sorry, there are no polls available at the moment.

  • O Povo Fala