Publicado por Osvaldo Cruz em 09/08/2017 às 1:01 am Nenhum Comentário

07 de AgostoDurante seu discurso na Assembléia Legislativa na ultima segunda-feira (7), o deputado estadual Targino Machado (PPS), fazendo uma analogia ao corpo humano, disse que o presidente Michel Temer é a parte podre do Brasil e que precisa ser cortado antes que se alastre  como uma infecção generalizada.

Veja na integra o discurso do deputado Targino Machado

“Num corpo, num organismo, quando se tem uma parte dele com defeito de vascularização sanguínea ocorre a necrose, que significa a morte do órgão do tecido, porque ocorreu a morte celular.  A morte das células levam ao apodrecimento do tecido ou parte dele. Quando em um corpo parte dele apodrece, há de ser extirpado, senão vai comprometer o restante do corpo, levando todo o organismo a um processo de sepsis, que é a infecção generalizada.

Quero fazer a analogia entre um corpo que é único, é uno, com o Brasil que precisa ser único, uno com todos unidos em sua defesa. Quero fazer aqui a analogia então do Brasil com o único corpo, o organismo que, se não forem tomadas as providências e serem feita a amputação do tecido doente, necrosado, do tecido podre, haverá inexoravelmente a sepsis, que é uma emergência que requer celeridade nas intervenções necessárias.

Num grande centro cirúrgico entraram, na última semana, quase 500 cirurgiões e não houve consenso para retirar do Brasil o tecido podre, já com odor fétido, que é o presidente Michel Temer, que precisava ser arrancado a força, jogado fora como um tecido podre que se arranca, um membro que se arranca, um dedo, um pé para salvar o corpo e infelizmente esses quase 500 cirurgiões não tiveram a competência para fazer essa amputação cirúrgica necessária.

Esses deputados decretaram, com as suas faltas de competência, com as suas imperícias, um óbito do Brasil, a morte do nosso país. Vamos acabar com essa conversa fiada de que o Brasil está se recuperando e que por isso é necessário manter essa desgraça desse presidente Temer. Manter isso pra quê? Ele já chegou ao poder contaminado pela corrupção, pela safadeza, e não tem salvação. Ele levou para o Palácio do Jaburu, para o Palácio da Alvorada, para o Planalto, para a Esplanada dos Ministérios não técnicos, mas quadrilheiros, bandidos e é isto que a Lava Jato está mostrando, porque não vamos só olhar pra trás pra dizer que o Partido dos Trabalhadores fez e aconteceu.

Eu tenho legitimidade para falar de um e do outro, porque eu não votei em nenhum dos dois e fui o primeiro deputado desta Casa a assumir esta Tribuna para criticar este bandido, porque alguém que chegou como ele chegou à Câmara Federal e lá foi presidente daquela Casa por três vezes, presidente ad eternum do PMDB, chegou e se compôs com Lula e terminou vice-presidente da República. E esperar o quê desse malabarista da política, malabarista da corrupção? Eu vim aqui quando todo mundo ainda não se pronunciava e me chamavam de doido porque eu batia daquela forma no Presidente da República.

Mas eu sabia que isso não ia prestar, não ia servir pro Brasil, ia servir pra meia dúzia de quadrilheiros companheiros do Presidente da República, aqueles camaradas, que uns votaram sim a favor da manutenção de Temer, outros votaram não em favor da continuidade do processo e eu que estava assistindo na minha casa, na frente da televisão, sem piscar, pra ver o voto de todos e de cada um e quero dizer aqui, olhando para o senhor e para a senhora que me assiste através da TV Assembleia, para 5 ou 6 deputados que me assistem aqui no Plenário, que ali, com raríssimas exceções, só tem bandido igual a Temer.

Bandidos que votaram sim e bandidos que votaram não, pois ali são bandidos de um lado e do outro pra surrupiar as riquezas nacionais. Não o bandido que escolhe um pobrezinho e lhe empurra e lhe toma a carteira, porque esses bandidos são os bandidos que roubam no varejo e

aqueles quase 500 que estão lá no Congresso Nacional, são políticos ladrões que não querem a carteira de ninguém, que não empurram ninguém pra roubar, porque o que eles querem é o dinheiro todo da saúde, da educação. São ladrões no atacado. Vamos acabar com essa conversa de que o Brasil está se recuperando. Enquanto este Satanás chamado Michel Temer estiver aí presidindo o meu, o nosso Brasil, não sairemos da UTI, e se sairmos será para o cemitério. Fora este câncer que consome o nosso tecido social. Deus nos ajude”, finaliza.

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



Anuncio!
Edvaldo
Fabiano
Sueder
Lene
16998243_743738035784161_511361367268910124_n
logo-rota-da-moda2
12592491_798862370240947_2578759563094791953_n
Edvaldo
Fabiano
Sueder
Lene
16998243_743738035784161_511361367268910124_n
logo-rota-da-moda2
12592491_798862370240947_2578759563094791953_n

Enquete


    • Sorry, there are no polls available at the moment.

  • O Povo Fala